Caxias > Fábio Gentil dá a largada na campanha eleitoral com grande caminhada no centro da cidade

Por Cláudio Sabá

Candidato a prefeito de Caxias, Fábio Gentil, deu o pontapé inicial da sua campanha de rua na manhã desta quarta-feira, 24.

Acompanhado de candidatos a vereador; da candidata a vice-prefeita, Maísa Marinho e do suplente de deputado federal, Paulo Marinho Júnior, Fábio Gentil liderou a caminhada por algumas ruas do centro da cidade.

Apesar da concentração ter sido marcada para 7:30 da manhã, horário pouco comum em eventos de rua em campanha eleitoral, várias pessoas já estavam presente no largo de São Sebastião no horário programado pelo PRB.

Por volta das 08:30, já com grande número de correligionários e populares presentes no largo de São Sebastião, Fábio Gentil arrastou a multidão descendo pela Rua Manoel Gonçalves e seguindo até o centro da cidade.

Por onde passava, Fábio Gentil acenava para o povo nas calçadas e em várias oportunidades era abraçado pelas pessoas nas ruas.

O suplente de deputado federal, Paulo Marinho Júnior, mostrou disposição e era um dos mais entusiasmados na caminhada. “Vamos devolver Caxias aos caxienses”, dizia Paulinho quando abraçava uma simpatizante nas imediações do Banco do Brasil.

O entusiasmo dessa caminhada e a receptividade dos caxienses nas ruas mostra que estamos no caminho certo e que o povo quer mudança”, disse Fábio ao final da caminhada.

Mega-Sena teve um ganhador de mais de R$58 milhões do Rio de Janeiro

O sorteio do concurso 1850 foi realizado na noite desta quarta-feira (24), no Ceará.

As apostas da Mega-Sena custam R$ 3,50 e podem ser feitas até às 19h (horário de Brasília)
As apostas da Mega-Sena custam R$ 3,50 e podem ser feitas até às 19h (horário de Brasília) – Bruno Fortuna/ Fotos Públicas

IPU – Um único apostador acertou as seis dezenas do concurso 1.850 da Mega-Sena, sorteado na noite desta quarta-feira (24), em Ipu (CE). O sortudo, do Rio de Janeiro, levou para casa R$ 58.632.725,66. O prêmio estimado para o próximo concurso, que será realizado neste sábado (27), é de R$ 2.500.000,00.

Confira as dezenas sorteadas:

23 – 24 – 32 – 38 – 40 – 41

81 apostadores acertaram a Quina e irão levar R$ 48.339,16 cada um. A Quadra teve 5.935 premiados, que vão ganhar R$ 942,46 cada.

As apostas da Mega-Sena custam R$ 3,50 e podem ser feitas até às 19h (horário de Brasília) do dia do sorteio, em qualquer casa lotérica do país. Os clientes da Caixa com acesso ao Internet Banking podem fazer as apostas usando o serviço do banco, basta ter conta corrente e ser maior de 18 anos.

I Mirante

Temer discute projeto de porto no MA em troca de apoio no impeachment

Em reunião no Palácio do Planalto, o peemedebista tratou de um projeto muito caro aos senadores maranhenses, a criação de uma zona de exportação no Porto do Itaqui

© Estadao Conteudo

Em semana decisiva para o processo de impeachment de Dilma Rousseff, o presidente em exercício, Michel Temer (PMDB), resolveu agir e garantir o voto dos três senadores da bancada do Maranhão. Em reunião no Palácio do Planalto, o peemedebista tratou de um projeto muito caro aos senadores maranhenses, a criação de uma zona de exportação no Porto do Itaqui, em São Luís.

“O projeto é a bandeira da bancada do Maranhão. É uma proposta nossa, que foi abraçada por todos na bancada”, disse o senador Roberto Rocha (PSB-MA), autor do texto. Conterrâneo, o senador Edison Lobão (PMDB-MA), é o relator do projeto na Comissão de Constituição e Justiça.

A conversa foi uma reação à investida de Dilma Rousseff, que também nessa semana teria negociado a reorganização de coligações do PT no Maranhão para as eleições municipais, à pedido dos senadores João Alberto Souza (PMDB-MA) e Roberto Rocha. Os senadores negam a movimentação.

A proposta dos parlamentares estabelece a Zona de Exportação do Maranhão (Zema), que tem o objetivo de incentivar a produção de bens destinados à exportação e desenvolver a indústria local. O projeto englobaria toda a capital maranhense como área de livre comércio e com incentivos fiscais especiais, mas sem previsão de renúncia fiscal, aspecto que agrada o governo federal.

É a segunda vez que Michel Temer recebe os senadores maranhenses para tratar do projeto, a primeira foi logo após assumir o governo. Segundo os parlamentares, o presidente em exercício demonstra muito entusiasmo pela proposta.

Eles pretendem votar o projeto até o fim do ano na Comissão de Constituição e Justiça e acreditam que o apoio do governo pode “melhorar os ânimos” para levar a proposta para o plenário do Senado logo em seguida.

Preocupado com o impeachment, Michel Temer observou particularidades políticas do Maranhão que favorecem a presidente afastada e, por isso, resolveu agir. Foi no Maranhão que Dilma Rousseff teve a maior votação proporcional para a presidência em 2014, onde alcançou quase 79% dos votos. Os três integrantes da bancada do Estado votaram a favor do prosseguimento do processo de impeachment da presidente, mas nenhum se comprometeu em manter o voto para o julgamento final.

Edison Lobão foi ministro de Minas e Energia de Dilma e desde a primeira sessão afirmou que votava apenas pela abertura do processo. João Alberto Souza, por sua vez, votou contra a admissibilidade do impeachment e sempre se posicionou à favor de Dilma, mas mudou de lado na última votação por “questões políticas”. Após deixar o Palácio do Planalto, disse que não tratou de impeachment. “Não trataria, porque não sei como vou votar”, afirmou.

Já Beto Rocha é mais próximo do PCdoB e do PT na política local, se opondo ao clã Sarney, que já demonstrou apoio a Michel Temer. O senador sempre esteve na lista dos aliados de Dilma como um dos mais cotados para votar contra o impeachment.

“É uma questão muito particular para nós do Maranhão, em que a maioria esmagadora da população votou pela reeleição de Dilma. Temos de ter muito cuidado ao tratar sobre o impeachment com os nossos eleitores”, disse Beto Rocha. O senador se diz decidido sobre o seu voto, apesar de não querer revelá-lo. Com informações do Estadão Conteúdo.

 

MPF/MA pede informações à Anvisa, MS e CFM para instruir investigação sobre fetos desaparecidos no HU-Ufma

Foram  solicitadas, ainda, cópias dos depoimentos colhidos e laudos periciais produzidos pela PF sobre o caso; HU-Ufma deverá enviar cópias de documentos e outras informações.

Resultado de imagem para hospital universitário foto maranhão

O Ministério Público Federal no Maranhão (MPF/MA) pediu informações à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Ministério da Saúde (MS), Conselho Federal de Medicina (CFM), Superintendência Regional da Polícia Federal no Maranhão e Hospital Universitário da Universidade Federal do Maranhão (HU-Ufma) para instruir investigação que apura condições de segurança e qualidade dos procedimentos internos da Unidade Materno Infantil do HU-Ufma, em São Luís (MA). As solicitações foram feitas por meio de ofício após análise de relatório enviado pelo hospital, a pedido do MPF/MA.

Por meio de ofício, o MPF/MA pede que Anvisa, MS e CFM enviem manifestações técnicas que esclareçam quais são os procedimentos obrigatórios a serem adotados por unidades hospitalares em casos de morte fetal. À Anvisa solicita-se, também, que realize vistoria no HU-Ufma para verificar o atendimento aos protocolos e procedimentos legais. Além disso, solicita à Superintendência Regional da Polícia Federal no Maranhão o envio de cópias dos depoimentos colhidos e laudos periciais produzidos sobre o caso.

O HU-Ufma deverá encaminhar cópias de documentos, incluindo o que trata do controle de conferência do material contido na câmara fria do Materno Infantil, do dia 19 de julho de 2016, e levantamento dos últimos 6 meses sobre o fluxo de entrada e saída de cadáveres do local.

Prefeito de Afonso Cunha é condenado por improbidade administrativa

PREFEITO DE AFONSO CUNHA

Resultado de imagem para foto prefeito de afonso cunha

O prefeito do município de Afonso Cunha, José Leane, foi condenado por improbidade administrativa pelos desembargadores da 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA), que julgaram procedente ação penal ajuizada pelo Ministério Público do Maranhão (MPMA) contra o gestor municipal.

Na decisão, o colegiado seguiu entendimento do relator do processo, desembargador José Bernardo Rodrigues, fixando pena de quatro anos e nove meses de detenção a ser cumprida em regime inicialmente semiaberto, declarando também, após o trânsito em julgado (decisão judicial da qual não se pode mais recorrer), a perda do cargo pelo prefeito, com a suspensão dos seus direitos políticos enquanto durarem os efeitos da condenação.

A condenação prevê, ainda, pena de multa contra o gestor público no valor de R$ 24.827,24, que corresponde a 2% do prejuízo auferível de R$ 1.241.362,31.

A ação penal contra José Leane aponta que, atuando como gestor e ordenador de despesas da Administração Direta, do Fundo Municipal de Saúde e do Fundo Municipal de Assistência Social do Município, ele dispensou licitação, descumprindo regras previstas em lei para contratar serviços gráficos, contábeis e musicais, obras de engenharia, bem como para adquirir materiais de construção, equipamentos, ônibus escolar, combustível, defensivos agrícolas, peças de reposição e lanches, apropriando-se indevidamente dos valores em proveito próprio.

As notas fiscais correspondentes às mencionadas despesas foram apresentadas desacompanhadas do Documento de Autenticação de Nota Fiscal para Órgão Público (DANFOP) – que é obrigatório nas operações com bens e mercadorias e prestação de serviços realizados com órgãos da Administração Pública.

Ao analisar as planilhas financeiras, o Tribunal de Contas do Estado (TCE), unanimemente, julgou irregulares as contas da gestão do Fundo Municipal de Saúde e do Fundo Municipal de Assistência Social, todas elas de responsabilidade de José Leane.

DEFESA – Em sua defesa, o prefeito sustentou que houve falhas da Administração Pública que, segundo ele, acabara de ser iniciada. Leane frisou que não houve apropriação ou desvio de verbas, não ficando evidenciada a ausência de aplicação dos recursos, no custeio dos objetos dispensados nas licitações, e não existindo comprovação de desvio de dinheiro em proveito próprio ou alheio.

Ele alegou que houve meras irregularidades, atipicidade da conduta (quando o fato não possui todos elementos legais para se constituir em um crime), visto que não ficou demonstrado o prejuízo ao erário público ou o dolo (fraude, má-fé) específico em causá-lo.

VOTO – O desembargador José Bernardo Rodrigues refutou os argumentos do prefeito. Ele afirmou que, na análise da planilha financeira, ficou constatado que empresas foram beneficiadas em quase a totalidade das contratações feitas por José Leane, existindo um vasto conjunto probatório, comprovando a materialidade do crime de improbidade administrativa praticado pelo gestor municipal.

O magistrado enfatizou que, ao analisar minuciosamente o processo, verificou a existência de crime continuado, uma vez que os delitos são da mesma espécie e foram praticados em condições semelhantes de tempo e lugar.

(Processo nº 038922/2015)

“Jady Bolt” estampa capa de tabloide britânico

A estudante universitária Jady Duarte, de 20 anos, conseguiu a atenção da mídia internacional após ter saído com o atleta jamaicano Usain Bolt. A garota, que está sendo chamada de “Jady Bolt”, contratou um empresário e estampa a capa desta terça-feira do jornal inglês The Mirror. De acordo com informações do jornal Extra, Jady vendeu uma entrevista exclusiva ao site britânico The Sun, na qual ela nega que tenha sido casada com um traficante.

Ver imagem no Twitter
Bolt aproveitou a passagem pelo Brasil para festejar o aniversário de 30 anos em uma boate carioca, onde conheceu Jady. Ao Extra, a estudante de 20 anos disse que as fotos enviadas a um grupo de amigas vazaram. “Só mandei e disse ‘só quem viu a Olimpíada vai saber quem é”. “Não foi nada demais. Foi normal”, disse a garota sobre o encontro. Após o assédio da imprensa, na noite deste domingo, Jady tuitou: “Quer saber? Peguei mesmo!!!! – Bolt”. Recentemente, a estudante havia informado que estava com vergonha da aparição na imprensa.

Conta de energia vai ficar mais cara a partir de domingo no Maranhão

Reajuste médio será de 7,84% para 2,3 milhões de consumidores.
Índice foi aprovado nesta terça (23) em reunião da diretoria da Aneel.

 G1 MA
Contas de energia elétrica da Cemar (Foto: Reprodução/TV Mirante)Contas de energia elétrica da Cemar (Foto: Reprodução/TV Mirante)

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) autorizou nesta terça-feira (23) o reajuste médio de 7,84% nas tarifas da Companhia Energética do Maranhão – Cemar, que atua em todos os municípios do estado.

Os novos valores entram em vigor a partir do dia 28, para os cerca de 2,3 milhões de clientes da empresa. Para os consumidores residenciais, a alta média será de 8,24%, já para a indústria a elevação média será de 8,28%.

Ao calcular o reajuste, conforme estabelecido no contrato de concessão, a Agência considera a variação de custos associados à prestação do serviço. O cálculo leva em conta a aquisição e a transmissão de energia elétrica, bem como os encargos setoriais. Os custos típicos da atividade de distribuição, por sua vez, são atualizados com base no IGP-M.

O índice aprovado nesta terça se refere ao reajuste tarifário a que as distribuidoras têm direito e que é avaliado todos os anos pela Aneel. Os índices funcionam como um teto, ou seja, o limite para o reajuste que a distribuidora pode aplicar. A empresa tem autonomia para repassar aos consumidores um percentual menor.

As distribuidoras não lucram com a revenda de energia fornecida pelos geradores (usinas), mas sim com o serviço de levá-la até os consumidores. Entretanto, podem repassar para as tarifas todo o custo com a compra dessa energia.

Açailândia, Juscelino Oliveira lidera pesquisa e tem a menor rejeição

O atual gestor e candidato a prefeito no município de Açailândia (cidade a 559 quilômetros de São Luís), Juscelino Oliveira (PCdoB), lidera a mais recente pesquisa de intenção de votos realizada na cidade. A Pesquisa de Mercado e de Opinião Pública Ltda – Escutec realizada entre os dias 18 e 20 de agosto. Com 400 eleitores entrevistados, a pesquisa traçou vários cenários colocando os principais postulantes ao cargo de prefeito na disputa e também aferiu a rejeição dos mesmos.

0001 (7)

Na pesquisa estimulada (acima), quando os nomes dos candidatos são citados, Juscelino Oliveira aparece com 33,8% das intenções de voto. Em segundo lugar aparece Benjamin Oliveira (PSDB) com 225,5%, seguidos por Prof. Milton (PSOL) com 3,5 e José Melgaço (PSD) com 2,0%%. Já 2,0% afirmaram não votar em nenhum dos candidatos e 36,3% Não Sabem ou Não Responderam.

0003 (5)

A mesma pesquisa revela que o atual prefeito Juscelino Oliveira (PCdoB) é o menos rejeitado espontaneamente com 13,8% (acima). Seguido por Prof. Milton (PSOL) com 27,8%, José Melgaço (PSD) com 23,0%, José Melgaço (PSD) com 17,0% e 13,0% Não Sabem ou Não Responderam.

As pessoas ouvidas foram abordadas nas localidades: Jacu, Vila Maranhão, Vila Ildemar, Res. Tropical, Jardim Ala, Jardim da Gloria, Nova Açailandia, Bom Jardim, Centro, Laranjeira, Vila São Francisco, Jardim América, Vila Capeloza e Vila Tancredo. Pesquisa ouviu 400 eleitores e foi registrada sob o protocolo MA-03049/2016 no Tribunal Superior Eleitoral. O estudo tem a margem de erro 4% para mais ou para menos com intervalo de confiança de 95%.

  • Por: Wallace Braga

COHAMA > Residencial São Domingos I permanece em estado de abandono

As ruas que cortam o Residencial São Domingos I,  no bairro da Cohama  permanecem em estado de abandono. Uma buraqueira sem fim, alagados, uma situação de calamidade.

IMG-20151029-WA0007

É preciso que a prefeitura de São Luis, através da secretaria de Infraestrutura tome providências urgentíssimas, pois a trafegabilidade está quase impossível na Rua A, do residencial São Domingos I .Mais uma vez este blog pede atenção do poder público municipal.

IMG-20151029-WA0006

Os Buracos pioram a cada dia que passa, moradores já pensam em fazer movimentos, reivindicando melhorias. IMG-20151029-WA0008

Após sanear contas, Josemar quer reeleição para fazer mais por Paço do Lumiar

paço josemar

O prefeito de Paço do Lumiar, Josemar Sobreiro (PSDB), intensificou o ritmo de campanha em busca da reeleição. Com uma extensa lista de obras e incontáveis outras ações em benefício da população, em quase quatro anos de gestão, ele quer renovar o mandato para continuar trabalhando para desenvolver o município.

A principal marca da administração de Josemar Sobreiro é o rigor na execução dos gastos públicos. A política de racionalização de despesas levou a um feito jamais concretizado por nenhum outro gestor: o ajuste das contas municipais. Com os cofres saneados, Paço do Lumiar é hoje modelo de eficiência para a gestão pública, com os salários do funcionalismo rigorosamente em dia e creditados dentro do mesmo mês, primeira parcela do 13° paga e demais compromissos honrados.

Superado o caos financeiro herdado de administrações anteriores, a Prefeitura pôde fazer alguns investimentos que antes não passavam de sonho para a população luminense. Um deles foi a pavimentação de dezenas de ruas e avenidas em bairros como Lima Verde, Vila Cafeteira, Pirâmide, Residencial Nova Canaã, Carlos Augusto, Vila São José, Iguaíba e Maiobão. No total, foram aplicados mais de 55 quilômetros de asfalto em vias públicas do município.

Água e saneamento

A gestão de Josemar também promoveu um feito significativo na área de saneamento: reduziu em 90% o número de esgotos a céu aberto em Paço do Lumiar. A ampliação da rede de distribuição de água potável foi outra conquista importante e proporcionou mais qualidade de vida a milhares de famílias.

Respaldado pela seriedade com que trata a coisa a pública e sem a sombra da corrupção no seu encalço, Josemar é ficha limpa e tem legitimidade para pedir mais um voto de confiança ao povo, que a cada dia mais reconhece o seu esforço, firmeza e boa vontade para fazer o melhor.

Daniel Matos