Caxias >Vereador Catulé e Fábio Gentil são aclamados por mais de 1.500 pessoas

O clima de vitória na campanha de Fábio Gentil está sendo medido a cada reunião que o candidato participa. Na noite desta segunda-feira, 26, nos 5 eventos que participou, o entusiasmo do público o motivou ainda mais. “São reuniões que logo se transformaram em comício”, declarou Fábio após uma atividade de campanha realizada na Vila Lobão.

Para coroar de êxito a noite de segunda-feira (26), Fábio participou de uma gigantesca reunião do vereador Catulé. Realizada na Fábrica da Alegria, um público estimado em mais de 1.500 pessoas demonstraram bastante empolgação na chegada de Fábio e Catulé. “Nós disponibilizamos 1.300 cadeiras por achar que esse seria o número máximo de pessoas, mas, pela quantidade daqueles que estão circulando, estimamos em pelo menos 1.600 presentes”, avaliou o advogado Catulé Jr.

Coerente como sempre, o vereador Catulé fez um discurso onde abordou toda a problemática do município e enalteceu a candidatura de Fábio Gentil. “Em 5 mandatos de vereador ele não fez feio. Tem respeito e capacidade administrativa. Nasceu na barriga da política, pois quando ele abriu os olhos já encontrou seu pai como vereador e depois 3 vezes deputado estadual”, iniciou Catulé recomendando o voto em Fábio Gentil para prefeito de Caxias.

Em seguida, Catulé enumerou os motivos de pedir novamente o voto para continuar exercendo o mandato de vereador. “Tenho certeza que fiz e faço o bom combate. Continuo e quero continuar nas trincheiras da boa política”, justificou o parlamentar que explicou ainda porque estava recomendando e pedindo voto para o 10: “Mas o programa [de governo] de Fábio Gentil, que também é uma exigência nossa e de todo o grupo, é que ele dê a oportunidade aos que nunca tiveram. Que dê oportunidade para aqueles que tem uma pequena empresa de construção civil que nunca fez uma sarjeta, que nunca fez um meio-fio, que dê oportunidade aqueles que tem um pequeno comércio, aos que fabricam roupa, aos que vendem material esportivo e todos que precisam também participar de uma licitação decente, [pois] aqui, onde se faz uma licitação é um antro de bandidos”, discursou o vereador pedindo aos seus correligionários o voto de confiança para permanecer na Câmara.

Visivelmente emocionado diante das palavras de Catulé e da excelente receptividade do público da reunião, Fábio Gentil também disse que não iria demitir os funcionários do município como seus adversários estão alardeando na cidade. “Uma das primeiras ações do nosso governo será a realização de concurso público para todas as áreas, que é uma forma honesta e democrática de darmos oportunidade para todos”, disse Fábio acrescentando que a chance que todo jovem quer “é terminar o ensino médio, ou a faculdade, e ter uma chance de disputa”.

Defendendo o voto em Catulé, Fábio reconheceu suas qualidades como parlamentar e sua importância ao seu lado na Câmara. “Ninguém conhece o político Catulé como eu conheço. São 20 anos convivendo na mesma Câmara Municipal, cadeira do lado do outro. A amizade criada por nós é tão grande que, quando passamos a ser oposição, as cadeiras continuaram lado a lado e defendo o povo de Caxias na mesma trincheira de luta”.

Blog do Sabá

Juíza condenou Dona Bill e o prefeito de Aracoiaba, Antonio Cláudio, por abuso de poder político e econômico

Vice-prefeita de Aracoiaba (CE), cidade de 26.000 habitantes no norte do Ceará, Dona Bill (PR), a mãe do cantor de forró Wesley Safadão, teve a candidatura à reeleição cassada pela Justiça Eleitoral do Ceará nesta terça-feira. Atendendo a uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE) da coligação encabeçada por Dr. Thiago Campelo (PDT), a juíza eleitoral Cynthia Nóbrega Pereira Thomaz, da 67ª Zona Eleitoral, condenou Dona Bill e o prefeito da cidade, Antônio Cláudio (PSDB), por abuso de poder político e econômico praticado antes do início da campanha deste ano. Além de cassar a chapa, a decisão da magistrada, publicada na edição de hoje do Diário de Justiça, determina a inelegibilidade do tucano e da mãe de Safadão pelos próximos oito anos.

O abuso de poder econômico se configurou na doação de três ambulâncias à prefeitura em distritos de Aracoiaba e uma viatura à Guarda Civil, em datas entre fevereiro e junho de 2016. Nas solenidades de entrega, que contavam com carros de som, discursos do prefeito e eram divulgadas no site da prefeitura e em redes sociais, os veículos eram apresentados como doações pessoais de Dona Bill à população de Aracoiaba.

Além do “objetivo eleitoreiro” nas doações apontado por testemunhas no processo, o que, por si só, bastaria à caracterização de abuso de poder econômico, provas reunidas junto ao Detran mostram que a mãe de Safadão mentiu sobre a própria generosidade. Os veículos supostamente doados por Dona Bill pertenciam, na verdade, a duas empresas, a Comércio de Veículos Automotores e a LSERV Tecnologia e Locação e Imobiliária. “Conclui-se que os veículos doados nunca integraram o patrimônio da Vice-Prefeita, tendo sido desincorporados do patrimônio das empresas e afetados diretamente ao patrimônio deste Município, que a alienação de tais veículos se dera na modalidade de venda e não doação e em data posterior a propositura desta AIJE”, escreveu a juíza Cynthia Nobrega.

Já o abuso de poder político foi constatado pela juíza eleitoral no uso do site institucional da prefeitura de Aracoiaba para divulgação de fotos das solenidades de entrega dos veículos e de uma premiação que colocou Antônio Cláudio como um dos melhores prefeitos do Ceará. A magistrada ressalta que a veiculação de propaganda eleitoral em sites oficiais é proibida e entende que, no caso de Dona Bill e Cláudio, “tal recurso constituiu importante mecanismo de aproximação do pré-candidato com seu eleitor. A veiculação de tais notícias guardou e revelou o forte propósito de o pretenso candidato ter seu nome lembrado”.

Antonio Cláudio e Dona Bill argumentaram que os atos foram praticados antes do início do período eleitoral, quando ambos ainda não eram candidatos à reeleição. A juíza eleitoral afirma no despacho, no entanto, que uma AIJE pode apurar fatos que tenham ocorrido antes do registro de candidatura. “Não resta dúvida que as condutas relatadas acima são mais do que suficiente para viciar a vontade do eleitor e por em desvantagem os concorrentes, prejudicando, sobremodo, a lisura do pleito. Vai nisso, sem sombra de dúvida, a caracterização do desvio e abuso do poder econômico e político”.

Além da mãe de Wesley Safadão, o pai do cantor, Wellington Nonato (PSC), também tentará se reeleger nas eleições aracoiabenses. Nonato é vereador e preside a Câmara local.

Voto nulo não invalida eleição, diz cientista político

AGÊNCIA BRASIL

Muitos acreditam que se mais de 50% votarem nulo eleição é invalidada.

Voto nulo não invalida eleição, diz cientista político
Foto: Rafael Neddermeyer / Fotos Públicas

BRASÍLIA – Uma das principais dúvidas que aparecem na época das eleições diz respeito aos votos nulos. Muitos eleitores acreditam que se mais de 50% dos eleitores votarem nulo a eleição é invalidada e, embora a afirmação não seja verdadeira, é recorrente a cada eleição, aparecendo em publicações de redes sociais e conversas com amigos, causando confusão.

“Isso de que se mais de 50% do eleitorado votar nulo a eleição será anulada é puro folclore”, explica o cientista político e professor da Universidade de Brasília (UnB) Flávio Britto.

Na verdade, tanto os votos nulos quanto os votos brancos não são levados em conta na apuração que dá o resultado da eleição. Por isso, mesmo que haja mais de 50% de votos nulos, o pleito não será anulado, uma vez que os votos considerados válidos serão somente os recebidos pelos candidatos e os chamados votos de legenda.

“Esse tipo de voto [branco e nulo] não é considerado no cômputo geral da eleição, ou seja, no cômputo geral, eles não são considerados válidos”, disse o professor à Agência Brasil.

Segundo Britto, mesmo que haja 99% de votos nulos a eleição não será anulada, pois o resultado será definido através do 1% que é válido. “Se hipoteticamente pensarmos em uma cidade que só tenha um candidato a prefeito e que a cidade inteira achou por bem não votar no candidato, votando nulo como protesto. Se só o candidato votar em si próprio, por exemplo, somente o voto dele será considerado válido e ele seria eleito com 100% dos votos válidos”, disse.

Nulidade do pleito

Para o professor, a confusão existe porque as pessoas confundem o voto nulo com a possibilidade de nulidade da eleição. De acordo com o Código Eleitoral, o voto nulo é uma escolha do eleitor e a nulidade se dá em casos de fraude na eleição.

A Justiça Eleitoral pode anular uma eleição se ocorrerem fraudes em mais da metade dos votos ou ainda quando o candidato eleito tiver o registro de candidatura cassado. Caso isto ocorra, uma nova eleição é marcada em prazo de 20 (vinte) a 40 (quarenta) dias. “Isso pode se dar em razão do abuso de poder econômico ou quando um candidato concorre com o registro sub judicie. Nesses casos, se ele sair vencedor e, mais na frente, a Justiça Eleitoral cassar o registro da candidatura, teríamos novas eleições”, observou Britto.

O cientista político lembra que a nulidade da eleição também pode ser decretada caso haja a quebra do sigilo da votação, caso o encerramento ocorra antes das 17 horas ou se houver fraude na urna eletrônica. “Estas são algumas hipóteses para que a eleição seja anulada”, afirmou.

Urna eletrônica

No próximo domingo (2), diante da urna eletrônica, o eleitor terá um teclado para digitar o número do seu candidato a vereador (cinco dígitos) e depois do seu candidato a prefeito (dois dígitos). Qualquer número inexistente, como 00, anula o voto. Já no caso do voto em branco, existe uma tecla específica na urna ao lado das teclas corrige e confirma.

Para Flávio Britto é fundamental que o eleitor tenha clareza de que votar nulo ou em branco são direitos, mas que os votos não influenciam no resultado final da eleição. “Esses votos podem servir como uma forma de protesto, mas é preciso deixar claro que eles não influenciam no resultado final e muito menos numa possível anulação. Acho que as pessoas já estão razoavelmente esclarecidas a este respeito, mas não custa nada reforçar”, disse.

PF avança sobre desembargadores que vendiam sentenças no Ceará

Segundo as investigações, há indicativos de conluio entre advogados e desembargadores visando liberações de criminosos por meio de concessão de liminares

Com o objetivo de aprofundar suas investigações sobre um esquema de venda de decisões judiciais instalado dentro do Tribunal de Justiça do Ceará, 110 policiais federais cumprem 19 mandados de busca e apreensão e 24 mandados de conduções coercitivas na manhã desta quarta-feira no Ceará. Entre os alvos estão os desembargadores Francisco Pedrosa Teixeira e Sergia Maria Mendonça Miranda, 14 advogados e o desembargador aposentado Valdsen da Silva Alves Pereira.

Segunda fase da operação Expresso 150, a ação foi autorizada pelo ministro Herman Benjamin do Superior Tribunal de Justiça (STJ). Benjamin acatou parte da representação proposta pela Polícia Federal (PF) na qual os investigadores detalham indicativos de conluio entre advogados e desembargadores visando às liberações de criminosos, por meio da concessão de liminares em habeas corpus impetrados principalmente durante os plantões judiciais.

Além dos mandados de busca e apreensão e condução, houve a determinação de bloqueio das contas de um desembargador aposentado e de um advogado envolvido nas ilicitudes, considerando o montante do valor transacionado indevidamente em torno de decisões atípicas, que beneficiaram mais de 300 pessoas com a inclusão nos quadros da Administração Pública, no cargo de soldado da PM do Estado do Ceará, entre 2011 e 2012, sem que fossem devidamente aprovadas no concurso público.

A PF conseguiu mapear os núcleos criminosos após analisar os materiais apreendidos na primeira fase da operação, realizada em junho de 2015. Os crimes investigados são: associação criminosa, corrupção passiva, tráfico de influência, corrupção ativa e lavagem de dinheiro.

Vejaonline

Corte decide sobre candidaturas para prefeitos de São Luís, Paço do Lumiar e São José de Ribamar

tre

Os membros da Corte Eleitoral do Maranhão apresentaram 58 recursos em registros de candidaturas extrapauta para serem julgados nesta terça-feira, 27 de setembro, em sessão extraordinária. A próxima sessão está marcada para as 15h da sexta, 30.

O primeiro processo julgado (RE 135-65) manteve a decisão do juízo da 92ª zona eleitoral que deferiu a candidatura de Gilberto Silva da Cunha Santos Aroso a prefeito de Paço do Lumiar. Por maioria, os membros concordaram ser irrefutável haver nos autos provas de que há condenação de Aroso pelo crime previsto no artigo 90 da lei 8.666/93, mas ocorre que o desembargador Jorge Rachid, no exercício da presidência do Tribunal de Justiça, deferiu pedido para atribuir efeito suspensivo ao Recurso Especial 22.902/2016, impossibilitando a aplicação da inelegibilidade do artigo 1º, alínea “e”, da lei complementar 64/90.

Outros candidatos a prefeito que tiveram as candidaturas julgadas pela Corte foram Júlio César Matos (RE 228-84 São José de Ribamar) e Zé Luis Lago (RE 90-30 São Luís). No primeiro, a decisão foi de manter o indeferimento e o segundo de deferir.

Com os julgamentos desta terça, somam em 332 o número de recursos já julgados de 467 tramitando no TRE-MA. O desembargador Lourival Serejo, presidente, ao abrir a sessão extraordinária, informou que dados do sistema de acompanhamento processual demonstram que faltam chegar mais de 100 recursos, entre eles, 21 em que os interessados são candidatos a prefeito.

Fonte: TRE-MA

Malrinete Gralhada é acionada por atraso no pagamento de servidores

O MP-MA pediu o bloqueio das contas de Bom Jardim e dos bens da gestora.

 I Mirante
Malrinete Gralhada é acionada por atraso no pagamento de servidores
Biaman Prado / O Estado

BOM JARDIM – Devido ao atraso no pagamento de servidores municipais, a Promotoria de Justiça da Comarca de Bom Jardim ajuizou Ação Civil Pública por atos de improbidade administrativa e com obrigação de fazer contra a prefeita Malrinete dos Santos Matos, conhecida como Malrinete Gralhada, e contra o referido município. A manifestação foi formulada pelo promotor de Justiça Fábio Santos de Oliveira.

Como tutela antecipatória de urgência, o Ministério Público do Maranhão pede o bloqueio de todas as contas da titularidade do município de Bom Jardim. Requer também a indisponibilidade dos bens da gestora.

Como obrigação de fazer, a Promotoria de Justiça da Comarca de Bom Jardim solicita à Justiça que determine o pagamento dos salários atrasados dos servidores efetivos, incluindo o 13º, e, posteriormente, das remunerações dos contratados que comprovem vínculo com o município e frequência no trabalho.

Igualmente foi pedida a anulação de todos os contratos de trabalho celebrados de forma irregular e a proibição da celebração de novos contratos irregulares.

Atrasos

Após diversos relatos apontando atrasos no pagamento da remuneração mensal de servidores municipais, especialmente a dos contratados e comissionados, o Ministério Público requisitou, em 18 de junho deste ano, informações à prefeita sobre a questão. Em resposta, o município admitiu o atraso no pagamento dos salários dos funcionários contratados.

Em seguida, a Promotoria apurou que havia salários de contratados e comissionados em atraso há, pelo menos, três meses.

Para o promotor de Justiça, a prefeita inchou o quadro de servidores em número incompatível com as receitas municipais e com a lei orçamentária, com o objetivo de adquirir vantagens nas eleições de 2016, restando evidente a prática de improbidade administrativa pela prefeita Malrinete Gralhada. “É latente que houve contratação e imputação de remuneração aos contratados sem seguir qualquer norma legal. Além disso, não há mesmo um controle da prestação de serviço destes servidores, pois não há folha de ponto para assinar, salvo em raras exceções.”, afirmou Fábio Santos de Oliveira, na ação.

Para tentar resolver o problema, em 31 de agosto, o MP-MA firmou Termo de Ajustamento de Conduta com o município. No entanto, o atraso no pagamento dos salários continuou. Quatro das seis cláusulas do acordo foram descumpridas, mesmo que tenham sido prazos e valores estabelecidos pela assessoria técnica da Prefeitura. “A mensagem transmitida pelo município foi a de que não havia vontade política em reestruturar, de forma voluntária, por atos administrativos e de gestão, a folha de pagamento dos servidores públicos municipais, com vistas a finalizar os atrasos nos pagamentos”.

Outros pedidos

Por ter cometido ato de improbidade administrativa, o MP-MA pede a condenação da prefeita nas sanções do Artigo 12., inciso III, da Lei nº 8.428/92 (Lei de Improbidade Administrativa), que prevê ressarcimento integral do dano, perda da função pública, suspensão dos direitos políticos de três a cinco anos, pagamento de multa civil de até cem vezes o valor da remuneração recebida pelo agente e proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário, pelo prazo de três anos.

Também foi solicitado que os servidores contratados irregularmente sejam mantidos nos cargos, com direito a suas remunerações, somente até o final do ano, devendo contudo serem obrigados a assinar folha de frequência. Já os contratos temporários devem ser considerados nulos a partir de 1º de outubro.

O MP-MA requer a imputação da responsabilidade da ilegalidade na celebração dos contratos pessoalmente à atual gestora, condenando-a a restituir aos cofres públicos todo dinheiro gasto com os pagamentos destes servidores ilegalmente contratados.

Foi pedida, ainda, a condenação do município a não contratar servidores sem seleção pública, sem contrato escrito, sem se configurar a necessidade temporária de excepcional interesse público, devendo-se obrigar a Prefeitura a abrir concurso público, caso o gestor municipal entenda necessário contratar professores, servidores da saúde e demais cargos da administração, sob pena de imposição de multa à administração municipal e, pessoalmente, ao prefeito que esteja no cargo e que desrespeite a decisão judicial.

O município de Bom Jardim fica localizado a 275 km de São Luís.

Bancarios anunciam que paralisação continua

A categoria se reunirá com a Fenaban nesta quarta (28/9), às 15h, em São Paulo.

image

O Comando Nacional dos Bancários anunciou, na noite desta terça-feira (27/9), que a greve da categoria continua. Ela se reunirá novamente com a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) na quarta (28/9), às 15h, em São Paulo.

A categoria, que já rejeitou seis propostas do Fenaban, pede por reajuste salarial de 14,78% (alta real de 5%, de acordo com a inflação), piso salarial de quase R$ 4 mil, participação nos lucros e resultados (PLR) de três salários mais R$ 8.317,90, vale-alimentação de R$ 1.760 e auxílio-creche de R$ 880.

A paralisação, que segundo o último balanço da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro da CUT (Contraf-CUT), alcança aproximadamente 49% das agências do país. O anúncio grevista ocorreu no último 6 de setembro.

Sidney Pereira avança e consolida vitória em Anajatuba com apoio de Flávio Dino

20160805_174639

O Atual prefeito de Anajatuba Sidney Pereira, avança a cada dia rumo a vitória em Anajatuba, tem percorrido todo município mostrando o que já foi feito na sua administração ao longo de 12 meses a frente do comando municipal. Com ajuda do governador Flávio Dino irar implantar uma nova Anajatuba que todos merecem. O mais asfalto já chegou e na minha nova gestão iremos buscar recursos em parceria com o governo estadual e federal. Anajatuba será uma cidade orgulho da nossa gente, declarou o prefeito.

Sidney Pereira ficou conhecido no Brasil pela sua coragem ao denunciar a corrupção e desvio de verbas públicas naquele município, onde era vice prefeito no programa Fantástico da rede Globo, no quadro cadê o dinheiro que estava aqui.

Hoje Sidney tem o orgulho de dizer que faz um trabalho sério em todos segmentos, destacando a infra estrutura  já asfaltou diversas ruas e piçarramento em povoados que nunca viram esse tipo de pavimentação, saúde a população. Aplica corretamente as verbas, paga os funcionários em dia e mesmo em período de crise fará com que aquele município seja destaque em todo estado, não pela corrupção, mais pelo trabalho.

Sidney, tem um bom índice de aprovação e segundo o quadro atual de sua campanha, deve  eleger -se com uma boa margem de votos com relação ao segundo colocado.

Sidney, pertence ao partido de Flávio Dino, PCdoB.

O governador mostra a clara preferência pela continuidade do trabalho de Sidney Pereira, que segundo ele, reúne as melhores condições para representar o município. “Eu tenho muita confiança que o melhor caminho é apoia a eleição de Sidnei, eu conheço a cidade de Anajatuba e sei dos seus problemas. Em Anajatuba nosso governo está presente”, disse o governador.

Confira o vídeo, abaixo: 

Extraído blog Maranhão Verdade

 

Após ataques em três bairros de São Luís, ônibus são recolhidos

Para evitar maiores danos, Sindicato confirma retorno da frota às garagens; veículos voltam a circular nesta quarta-feira (28).

Dois ônibus foram incendiados na noite desta terça-feira (27).
Dois ônibus foram incendiados na noite desta terça-feira (27). – Foto: De Jesus/O Estado

SÃO LUÍS – O Sindicato dos Trabalhadores do Transporte Rodoviário do Maranhão (STTREMA) confirmou, na noite desta terça-feira (27), através de nota, o recolhimento imediato da frota de ônibus de São Luís. Dois ônibus foram destruídos em ações criminosas nos bairros do Coroadinho e do Tibiri, e uma tentativa de ataque foi registrada no Bairro de Fátima. O presidente do STTREMA, Isaías Castelo Branco, informou ainda que os ônibus devem voltar a circular nas primeiras horas desta quarta-feira (28).

Na área do Coroadinho, 10 homens encapuzados entraram no ônibus, que já estava no ponto final, e atearam fogo no coletivo, enquanto quatro bandidos participaram da ação no Tibiri. Já no Bairro de Fátima, os criminosos chegaram a expulsar os passageiros e jogar gasolina no veículo, mas não conseguiram concluir a ação criminosa. Não há registro de feridos.

Em maio, 18 ônibus foram atacados por criminosos e a frota de ônibus foi recolhida em São Luís. O prejuízo para as empresas ultrapassou R$ 1 milhão, de acordo com o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de São Luís (SET). A Polícia prendeu 39 suspeitos de participação nesses ataques criminosos.

O último ataque a ônibus em São Luís foi registrado na tarde do dia 12 de setembro, na Avenida Kennedy, no Bairro de Fátima. Quatro bandidos em motocicletas se aproximaram do veículo, que fazia a linha Caratatiua/Deodoro, pediram para que os passageiros descessem do ônibus, atearam fogo e fugiram. O motorista Edvaldo Pinheiro Santos machucou a perna quando tentava sair do ônibus, a cobradora Benedita dos Santos Almeida teve queimaduras de 1º e 2º grau, e um passageiro também foi lesionado pelo fogo.

Confira a nota do STTREMA:

O Sindicato dos Rodoviários do Maranhão confirma que até o momento, os criminosos atearam fogo em dois ônibus na grande São Luís. Um na área do Coroadinho e outro na região do Tibiri. Os veículos foram destruídos pelas chamas. Houve uma tentativa de ataque no Bairro de Fátima, mas essa foi frustrada. Felizmente, não há registro de feridos.

Diante desses episódios e como forma de preservar a integridade física de usuários e trabalhadores do sistema, além evitar maiores danos, o Presidente do Sindicato dos Rodoviarios do Maranhão Isaias Castelo Branco, recomendou o recolhimento imediato dos coletivos as garagens. Os ônibus devem voltar a circular em São Luís no início da manhã desta quarta-feira.

I Mirante

Tok & Stok inaugura loja no mês de outubro no shopping da Ilha

20160927_203442

Tudo certo para inauguração da loja Tok & Stok, no shopping da ilha para o próximo mês de outubro, uma loja que trabalha com casa, decoração e tem mais de 12 mil itens.

A Tok & Stok surgiu em 1978, fruto do empreendedorismo do casal, Régis e Ghislaine Dubrule, recém-chegado da França ao Brasil.

Presente em diversos estados do Brasil, e também no Distrito Federal, com lojas distribuídas em várias cidades brasileiras, a Tok&Stok é referência em móveis e decoração no Brasil.

Design de qualidade, produtos exclusivos e o oferecimento de soluções práticas para o dia-a-dia fazem parte do conceito da Tok & Stok, que procura sempre aliar desenho arrojado a bons preços.

Agilidade e criatividade são inerentes à filosofia da empresa, o que pode ser comprovado pelo ritmo de lançamento de produtos: mais de oito produtos novos são colocados por dia nas prateleiras, contabilizando uma coleção de mais de 12 mil itens inspirados nas últimas tendências internacionais em decoração.

Em São Luís a expectativa é grande para inauguração da loja principalmente do sexo feminino. Muita promoções devem acontecer a partir do próximo mês com inauguração de mais uma loja Tok & Stok desta vez no Maranhão, presente no shopping da Ilha. Hoje já se observa os produtos sendo colocados para posterior venda nas prateleiras na loja. É só aguardar quando outubro chegar.